.
.
.
.
.
NAS POSTAGENS A SEGUIR, EXPERIÊNCIAS DE VIAGENS, DICAS DE LUGARES INTERESSANTES, NOSSAS PESQUISAS E OBJETOS

sexta-feira, 9 de outubro de 2009

Lombok, a ilha depois de Bali.




Sim, Bali é linda, exala religiosidade e beleza, lugar único e inesquecível (desde que você não fique naquela área turística dos grandes hotéis , lugar óbvio, chato, impessoal e caro da ilha, mas que felizmente representa apenas uma pequena porção dessa ilha). Bali é a exceção religiosa (hinduismo) do país com a maior população muçulmana do mundo, a Indonésia. Bali, mundo a parte, casas-templos, oferendas e flores, meninas com grãos de arroz na testa como a linda balinesa da imagem acima, morcegos e sedas negras.


Mas bem ao lado da costa leste de Bali fica a ilha de Lombok. Conhecer essa ilha é saber que a imagem preconceituosa que grande parte do mundo ocidental tem da cultura muçulmana é tola, ali (e em alguns outros países livres de qualquer religião) existe uma alegria de viver, uma liberdade e sorrisos que países ricos e "desenvolvidos" se esqueceram um pouco.





Bem, nem tudo é perfeito. Nossa opção de chegar a Lombok via marítima foi difícil, complicada e assustadora. O navio até que divertido, no porão caminhões, salas religiosas separadas para homens e mulheres, comidas bizarras, celulares e véus. Seis horas de viagem não tão divertidas, principalmente quando a noite e tempestade chegam juntas. E nada divertido quando se chega a um porto sinistro, escuro, onde policiais riem de sua cara se você pedir uma informação e uma máfia de taxistas te pedem pelo transporte entre o porto e um vilarejo próximo 40 minutos o valor que você gastaria em uma semana alugando um jipinho conversível, e ainda por cima você faz um passeio estilo trem fantasma e no fim você descobre que ele parou num horrível hotel do comparsa ao invés do lugar que você esperava chegar.





Mas depois de do terror, você percebe que fez a escolha certa. Pequeno paraíso, em Lombok você pode também ficar em alguns hotéis maravilhosos, chiques, preciosos e caros, como o Qunci, fotos abaixo (sem precisar se hospedar e gastar uma fortuna, vale passar uma tarde na piscina, fingindo-se de milionário bebericando dry martinis ao cair da tarde).












Mas a escolha era de uma exceção, uma pousada de uma inglesa precursora dos hippies, linda e cool senhora, jovem e adorável com seus mais de 70 anos. Sua pousada, Santai Beach Inn, vizinha do hotel chique acima, está numa praia linda há mais de 20 anos, quando luz e telefone não existiam.











Ali, a biblioteca é ao ar livre, você mesmo marca numa lousinha aquilo que pegou na cozinha, tudo calmo, silencioso e simples.




Pequenas cabanas com construção tradicional, redes, quase dentro do mar. E na praia, mar limpo, transparente e gentil, inacreditáveis corais azuis espalhados pela areia.






O banho de cada cabana é conforme a tradição da ilha, um grande pote de cerâmica sobre uma coluna, com uma tampinha que ao ser retirada faz jorrar uma água fresca e pura, e o banheiro é ao ar livre, banho de lua e estrelas.





E, melhor, uma cabana dessas custa o equivalente a U$ 15/dia para um casal, com terraço, cama enorme com dossel, forro de cestaria, piso de tábuas, tudo lindo. Se você não fizer questão de água quente nesse lugar tropical, U$ 12. E ela, a linda antiga senhora inglesa hippie, te dá todas as dicas tipo barcos para mergulho, aluguel de motinhas e jipinhos...





E a ilha tem um interior lindo, arrozais, florestas, montanhas e o imenso vulcão Rinjani, com um lago azul na cratera. Deu preguiça (dois dias de caminhada, escaladas, barracas úmidas), não conhecemos o grande vulcão Rinjani (foto abaixo), mas as pequenas vizinhas ilhas Gili precisavam ser conhecidas, elas merecerão uma futura postagem (fotos dessa ilhas nesse link).






Bem, depois do trauma da chegada por mar, melhor um rápido vôo de 20 minutos voltando para Bali, quase o mesmo preço do navio.






De Lombok, trouxemos um fragmento de antiga ferramenta de colher arroz, que transformamos num objeto 'Buda na Gangorra'.



2 comentários :

Talita disse...

Que Máááximo!!!
TUDO!!! O lugar, a experiência, as fotos e o Buda na Gangorra!!!

Tá Bem Bom disse...

Adorei o banho,,, vou adotar um dia.

ESTUDIO MANUS on Facebook

ENDEREÇO ESTUDIO MANUS, CLIQUE ABAIXO PARA SABER COMO CHEGAR